Sábado, 17 de Novembro de 2007

Greve geral Educação


 GOVERNO APOSTA UMA VEZ MAIS NA PENALIZAÇÃO DOS SEUS TRABALHADORES E PENSIONISTAS

» Ao pretender impor um aumento salarial abaixo da inflação;
» Ao pretender cilindrar os aposentados com actualizações das pensões;
» Ao assumir, no processo salarial para 2008, uma posição irredutível de não negociação;
» Ao provocar uma situação intolerável de novo congelamento das progressões, já

congeladas desde 2005;
» Ao pretender colocar milhares de trabalhadores na mobilidade especial;
» Ao não cumprir os compromissos assumidos;
» Ao desvalorizar as propostas e contrapropostas sindicais;
» Ao ter imposto um ECD da carreira docente lesivo dos direitos dos docentes;
» Ao impor a divisão da carreira docente em duas categorias;
» Ao impor uma avaliação de desempenho altamente burocrática, penalizadora, com quotas independente do mérito, contra tudo e contra todos;
» Ao contribuir para a instabilidade nas escolas em vez da estabilidade;
» Ao subverter toda a legislação sobre concursos;
» Ao aprovar um perturbador estatuto do aluno.

NÃO NOS RESTA OUTRA ATITUDE
O PROTESTO… A DEMONSTRAÇÃO DE INDIGNAÇÃO
A GREVE…30 DE NOVEMBRO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por greve301107 às 02:48
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De José Torres a 17 de Novembro de 2007 às 10:15
Não sou filiado em nenhum partido, portanto sou livre de dizer-vos que o tempo que perdem neste blogue e nestas preparações era melhor empregue a trabalharem para o país, mais e melhor!
Isto de ser sindicalista é um grande tacho! É só regalias! E depois ainda vêm dizer que defendem o trabalhador... Com quê, se eles nem trabalham! Nem percebem do assunto! De amealhar é que sim... e bem!
Realmente, assim, onde o país vai parar...
Os trabalhadores deviam era fazer duas greves! Uma ao governo e outra ao sindicatos!
De Marta a 17 de Novembro de 2007 às 13:38
Faço minhas as palavras do Sr. José Torres!
Conheço dois sindicalistas que fazem tudo menos trabalhar, estão quase em exclusividade para o PCP, nos seus sindicatos, uniões sindicais, comissões de utentes e outras merda tais.
Conheço também outro militante comunista, que se enfiou numa comissão de trabalhadores, vai para 20 anos, ou mais, e o carro de serviço é um carrinho que custa em novo, mais de 10 mil contos, tem uma vivenda, 1 andar em Lisboa, outro no Algarve e um par de cornos. Digam lá que a vida de sindicalista não é boa!
De Quitéria Barbuda a 17 de Novembro de 2007 às 13:50
Na Administração Pública, regra geral, trabalha-se pouco e produz-se quase nada, logo, é perfeitamente noemal que ganhem pouco e que os aumentos sejam quase residuais.
A maioria dos funcionários públicos já ganha demais para aquilo que faz! Tenhamos coragem de encarar a realidade e de chamar os bois pelos nomes: Função Pública=Reforma antecipada.
Vão trabalhar. Vão para o privado.Procurem que encontram, outros encontraram!

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Sondagem

Mini Chat


Visitas

Horas


http://codes.mashable.com/

arquivos

Dezembro 2007

Novembro 2007

blogs SAPO

subscrever feeds